Select Page

Dia 7 de Agosto: 10 anos da Lei “Maria da Penha”

“Não há qualquer justificativa que autorize uma agressão física, psicológica ou emocional a uma mulher”

13918961_1267190359960681_1124258233_o

Mesmo passados 10 anos da aprovação da Lei “Maria da Penha”, que promete combater e coibir a violência doméstica e contra a mulher, ainda ouvimos diariamente que mulheres são agredidas e até mortas por seus familiares, companheiros, maridos, namorados; sofrem estupros coletivos, apanham. Isso sem contar os inúmeros casos que, em razão do medo, sequer chegam ao conhecimento daqueles que podem lhes dar a segurança e a tranquilidade e que, ao final, também somam os números das ocorrências.

A Lei “Maria da Penha”, ademais do precedente de sofrimento, é um exemplo típico da força transformadora do exercício da cidadania e que, neste caso, não pode perecer pela omissão e pelo silêncio, mas que para fortalecer ainda mais todo o esforço realizado por essa mulher, que deu o nome à Lei, deve ser defendida por todos, e com todas as forças.

As mulheres e os homens devem todos os dias lutar para que a mulher seja compreendida em todos os seus aspectos, com a sua força e a sua fragilidade, na sua liberdade de ir e vir, trabalhar, procriar, relacionar-se, enfim.

A criação de Delegacias da Mulher, centros de atendimento e acolhimento às vitimas de agressão, apoio psicológico, médico, são alguns dos instrumentos que auxiliam no combate a essa violência.

Mas isso, certamente não é suficiente. É preciso amadurecermos ainda, nos costumes, no respeito à individualidade da mulher, na sua vontade, utilizando, para isso, o arcabouço de instrumentos e infraestruturas que forem necessárias para garantir que viva em plenitude de direitos.

Por isso, neste dia 07 de agosto, data em que, há dez anos, foi sancionada a Lei “Maria da Penha”, cabe-nos relembrar que é a força da exigência dos direitos e da voz que não se cala, que, a cada dia galgará mais solidez nas liberdades da dignidade da Mulher contra seus agressores, para que tenha, finalmente, sua Paz Pessoal e Social.

Saiba quem foi “Maria da Penha” em http://camposfilho.com.br/novo/?p=2484. 

 

About The Author

Videos Recentes

Loading...
Plugin dos mesmos criadores deBrindes Personalizados :: More at PlulzWordpress Plugins